Rodeio: principais diferenças entre montar em touro ou cavalo

montaria e touro em cavalos
Existem algumas diferenças entre a montaria em touro e cavalos

No rodeio existem várias modalidades, algumas vindas do exterior e outras criadas aqui mesmo no Brasil. Elas são determinadas pelo tipo de sela, animal, ou até pelo objetivo da prova. Grande propagador do estilo country, o rodeio também ajuda a impulsionar o valor dos animais, aumentando o valor dos cavalos à venda no mercado de cavalos e valorizando os cowboys que enfrentam os touros mais bravos.

As competições de rodeio são realizadas em cavalos ou touros e, dentre as modalidades, duas que se destacam são o bull riding e a sela americana. Mas será que existe muita diferença entre montar em touro ou cavalo? Fizemos uma comparação para você entre essas duas modalidades específicas. Confira!

Bull riding: montaria em touro

bull riding montaria em touro
Montaria Bull Riding

O bull riding é uma modalidade cronometrada em que o peão precisa ficar em cima do touro durante oito segundos, de acordo com as regras oficiais. Mas se fosse só isso, até que a competição seria razoável. O peão também precisa passar os oito segundos com uma das mãos, sua mão de equilíbrio, erguida o tempo todo, sem encostá-la em qualquer parte de seu próprio corpo ou do animal.

A pontuação vai de 0 a 100 com um julgamento padrão adotado por todos os juízes da modalidade. O juiz avalia a exibição, o desempenho do peão, o grau de dificuldade do touro e se ele está rodando ao pular, entre outros itens.

O uniforme do peão consiste em botas, chapéu, camisa de manga longa, cinto de couro, fivela, esporas e charrão.

Sela americana: montaria em cavalo

sela americana montaria cavalo
Montaria Sela Americana

A modalidade sela americana é o estilo de montaria mais antigo e mais difícil do rodeio americano. É caracterizada por um cowboy que monta em uma sela sem pito nem baixeiro, que é a capa feita de tecido grosso, colocada entre a sela e o corpo do animal. Assim como no bull riding, a mão de equilíbrio do cowboy não pode encostar no animal. Quando o cavalo dá o primeiro pulo, o cowboy precisa “marcar” o animal, ou seja, coloca as duas esporas sem pontas em sua paleta. No segundo pulo, ele puxa as esporas, passando-as pela barriga do cavalo e chegando até o final da sela, na traseira do animal.

Para acumular pontos, o cowboy precisa montar o cavalo durante oito segundos, usando as esporas para comandá-lo. A pontuação é feita de 0 a 100, semelhante ao bull riding, com um julgamento padrão entre os juízes da modalidade.

O uniforme da sela americana é igual ao do bull riding, exceto por um item: o charrão não é necessário na sela americana. Outra grande diferença é o uso da sela, que não é utilizada no bull riding.

Desafios diferentes

Tanto o bull riding como a sela americana são modalidades cuja dificuldade está nos pulos do touro ou do cavalo. A diferença entre elas surge principalmente na técnica e diferença natural dos animais. Ao montar no touro, o peão enfrenta um animal que, por natureza, é menos domesticado – seu tamanho e sua força são diferentes. Já no cavalo, a especificidade técnica exigida do cowboy é de alto grau de dificuldade, em que ele precisa colocar as esporas em uma posição exata e cumprir outros requisitos semelhantes.

E você, tem preferência entre montar em touro ou cavalo? Deixe um comentário e conte para a gente!

Créditos Imagens

Bull Riding – http://cmsimg.news-leader.com/

Sela Americana – http://images.comunidades.net/

 

One thought on “Rodeio: principais diferenças entre montar em touro ou cavalo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *