5 Dicas para Iniciar uma Criação de Gado

como-tirar-mofo-de-roupas-de-couro

Iniciar uma criação de gado de corte pode significar independência financeira e excelentes lucros. No entanto, quem está entrando nesse mercado deve ficar atento a algumas questões que dizem respeito à estruturação do empreendimento. A seguir, daremos 5 dicas preciosas para começar com o pé direito a sua criação de gado e se estabelecer nesse segmento.


5 Dicas para quem quer iniciar uma criação de gado

Se você sonha em ter uma criação de gado de qualidade e que ofereça retorno é necessário saber que precisará fazer um investimento relativamente alto. Ter uma boa estrutura e boas matrizes faz toda a diferença no sucesso do empreendimento, assim como ter funcionários qualificados.

Dica 1 – Atenção com a localização

A propriedade em que será feita a criação do gado de corte precisa ter uma localização assertiva tanto para a tranquilidade dos animais como em termos de acesso para fornecedores e clientes. Devido ao espaço necessário para que o gado seja criado com qualidade e observando os rigores técnicos, é essencial que essa propriedade esteja localizada no meio rural, preferencialmente no interior dos estados.
Contudo, é importante que seja um local em que haja mão de obra qualificada passível de ser contratada. Além do espaço para os animais (incluindo área de alimentação e manuseio), a propriedade deve ter uma área para a construção da sede administrativa em que serão fechadas as negociações.

Dica 2 – Estrutura para criar gado de corte de qualidade

A qualidade da carne fornecida por sua empresa dependerá diretamente da forma como o gado é criado, isto é, da estrutura que a propriedade fornece para os animais. Para aqueles que estão iniciando a incursão nesse universo agora, recomendamos que tenham pelo menos os dois itens seguintes: moradia e curral para o gado.
Conforme o negócio for se estabelecendo, é importante investir em estrutura com especial relevância para bebedouro disponível em cada divisão do pasto; cochos específicos para cada tipo de suplemento, além de curral para realizar manejo e vacinação dos animais.

Dica 3 – Saiba escolher a raça do gado

Essa questão é primordial para o sucesso da criação de gado de corte, pois algumas raças oferecem carne de melhor qualidade e com maior suculência. As melhores opções para esse negócio são:

  • Red Poll
  • Angus Hereford
  • Simental
  • Galloway
  • Shorthorn

Quando for fazer a compra da matriz é importante buscar criações com referência no mercado, assim como levar um médico veterinário para atestar a saúde e qualidades do animal. Alguns problemas de saúde podem passar despercebidos e resultar num futuro gado magro e sem muitas qualidades de venda.

Dica 4 – Entenda as fases da criação do gado

O gado de corte possui três fases de criação, que devem ser bem desenvolvidas para que se tenha o retorno esperado: criação, recria e engorda.

Criação

Nessa etapa o criador deve se concentrar em questões relativas à reprodução, pois é essencial que os animais tenham saúde desde o ventre da mãe até o momento de se reproduzir. Esse cuidado demanda a presença de médicos veterinários na propriedade e investigação intensa de todo e qualquer problema que possa se manifestar.
A reprodução deve acontecer com os melhores touros e vacas, que devem estar em sua melhor forma e em idade adequada. Há diversos métodos que podem ser empregados na criação de gado para que haja melhor aproveitamento desses animais, com destaque para aprimoramento genético.

Recria

Essa fase tem início a partir do desmame do bezerro e tem grande relevância por ser essencial para que o animal cresça com saúde e se desenvolva adequadamente. A alimentação deve ser um dos cuidados principais do criador.

Engorda

Momento em que o gado recebe alimentação direcionada para o ganho de peso, resultando assim em mais carne e qualidade para o consumidor. A alimentação nessa fase deve ser uma combinação de rações especiais e pasto. Não é consumindo qualquer alimento que seu gado deve engordar.

Dica 5 – Forma de manejo

O criador que está iniciando com o seu rebanho de gado de corte deve escolher uma das duas principais formas de manejo para alimentá-lo: pecuária extensiva ou confinamento do gado de corte. No primeiro caso, o gado é criado solto no pasto, com destaque para a alimentação natural reforçada.
Na segunda forma de manejo os animais são criados em pequenos espaços de confinamento e recebem uma alimentação balanceada quase sempre na forma de ração. Trata-se de um método que permite maior controle da engorda do gado. A escolha é essencial para determinar como será a parte estrutural da propriedade e do tipo de alimentação que será fornecido.

Com essas dicas é possível começar a desenvolver uma criação de gado com excelente retorno financeiro.