Como funciona o ferrageamento

A ferradura de cavalo tem a função de proteger o casco do equino, bem como evitar que ele venha a ter algum problema anatômico pelas atividades que desempenha em seu dia a dia. Não podemos esquecer que na natureza os cavalos vivem de forma bem distinta da rotina de uma fazenda, e por isso é essencial ter alguns cuidados com a sua saúde e bem-estar.

Ferradura de cavalo e a sua importância

Se os cavalos passam boa parte do dia em pastos ou cocheiras é fundamental fazer o procedimento conhecido como ferrageamento, que nada mais é do que colar uma lâmina de ferro em torno do casco do animal. O objetivo dessa proteção é evitar que, com o passar do tempo, ele adquira problemas ortopédicos. O procedimento também pode ajudar a evitar eventuais dificuldades para caminhar.

É fundamental alertar que o ferrageamento só pode ser feito por um profissional com conhecimentos da anatomia dos equinos. Para oferecer o máximo de conforto e assertividade é necessário considerar o peso do cavalo, a sua idade, se ele pratica alguma atividade esportiva e a sua raça. Os cavalos que vivem na natureza não precisam desse cuidado, pois o seu caminhar faz que seus cascos estejam em constante manutenção.

Em que casos o cavalo precisa de ferrageamento?

Se na sua propriedade o equino está pisando em solos como pastos, grama ou terra, não é necessário fazer o processo de ferragem. A ferragem é necessária quando o animal estará em contato com piso duro ou irregular, pois isso lhe causa grande sofrimento para caminhar. Vale destacar que se não for feito o ferrageamento é essencial dar dois dias de repouso para cada dia de trabalho do animal. Esse tempo é primordial para que seu casco se recupere das atividades.

Não pense que a ferradura serve apenas para otimizar o tempo de trabalho do equino. Na verdade, ela tem ainda a função de compensar os desgastes que as atividades de trabalho podem causar e que, em muitos casos, acarretam em problemas de saúde como abscessos, lamites e outros. Ao menor sinal de rachaduras nos cascos dos seus cavalos ligue, esteja alerta.

Como é feito o ferrageamento?

O procedimento de ferrageamento exige a escolha assertiva da lâmina de ferro ideal para cada animal em particular. Os tipos de lâminas mais comuns são: (23 x 14), (27 x 18), (36 x 16), (20 x 12), e (30 x 14). O profissional deve começar o trabalho fazendo o casqueamento, uma limpeza cuidadosa do casco para remover sujeiras agregadas. O mínimo resíduo de fezes ou outras sujeiras pode fazer o casco apodrecer.

Concluído o processo de casqueamento, o profissional estará pronto para começar a ferragem do cavalo. A partir da observação do estado das patas do cavalo o ferrador decidirá a maneira mais correta de aplicar as novas lâminas. Os especialistas nesse tipo de procedimento geralmente têm suas próprias técnicas para acalmar os cavalos para que possam colocar as ferraduras sem lhes causar qualquer incômodo ou sofrimento.

A ferragem pode ser feita a quente (nesse caso, o ferro é moldado no casco do cavalo) ou a frio (nos casos em que não se precisa fazer alterações no formato da ferradura). Normalmente o processo de ferragem deve ser feito a cada seis ou oito semanas, pois os cascos dos equinos são feitos de queratina (mesmo material das unhas humanas) e estão em constante crescimento.

Conhecendo os tipos de ferraduras

Para quem ainda não conhece o processo de ferrageamento é importante saber que existem diferentes tipos de ferraduras no mercado. O preço dos modelos varia de acordo com alguns fatores como tecnologia de confecção e durabilidade estimada para a peça.

Modelos convencionais

São as ferraduras mais fáceis de encontrar e podem ser adquiridas em casas de produtos agropecuários. Oferecem mais resistência e durabilidade e podem ser adquiridas em numerações de 0 a 5.

Modelos de alumínio

Os especialistas em ferrageamento elogiam esse tipo de ferradura, no entanto, a sua durabilidade é bastante questionável. Outro ponto que pode ser negativo é que são bem difíceis de encontrar. Comparativamente, elas têm metade do peso das ferraduras de ferro.

Modelos de plástico

Modelo desenvolvido com foco terapêutico, é uma ferradura recomendada especialmente para os potros mais jovens. A sua colocação é diferente e mais fácil: pode ser colocada no casco com cola em vez de cravos, e é facilmente removida. No entanto, não é indicada para cavalos atletas.

A dica mais importante é ter um ferrador de confiança que possa ajudar você a fazer as melhores escolhas de ferraduras, assim como a sua aplicação correta.