Curiosidades

Dança da Quadrilha: Conheça um Pouco Mais de Sua História

 

Você gosta de dançar quadrilha?
Saiba mais sobre a dança da quadrilha – Crédito da Imagem: http://www.portals1.com.br

Uma festa junina de verdade não pode deixar de ter uma apresentação de dança de quadrilha. Um estilo bastante difundido em todo o Brasil, mas que poucas pessoas conhecem a origem. Mesmo tendo traços que referenciam os chamados caipiras brasileiros, essa dança foi criada na Europa e depois adaptada ao nosso país. A seguir você poderá conhecer um pouco mais da história da quadrilha e se inteirar da origem dos comandos tradicionais.

Dança da Quadrilha: Origem

A contradança que originou a nossa quadrilha das festas juninas é de origem holandesa e possui influências inglesas e portuguesas. Contudo, o grande sucesso desse estilo de dança se deu na França durante o século XVIII, em que era um dos principais estilos dos salões de nobres e burgueses. A dança de salão contava com quatro casais para executar os passos. A “quadrille” francesa teve grande influência no Brasil, é por isso que hoje temos nossa famosa dança de quadrilha nas festas de junho e julho.

Chegada da Quadrilha ao Brasil

O Brasil tomou conhecimento da quadrilha durante o período da Regência, em torno de 1830, por meio dos portugueses. Logo, a dança que era uma das favoritas dos nobres europeus se tornou uma febre entre os aristocratas locais. Porém, não foi somente a corte carioca que gostou do estilo, não demorou para que o povo também dançasse nesse ritmo. No século XIX, a quadrilha se difundiu pelo país e incorporou algumas características culturais locais daquela época.

Um ponto curioso da história das festas juninas em nosso país, é que os índios nativos realizavam rituais no mesmo período dessas festas, o mês de junho. Os jesuítas aproveitaram a coincidência e integraram as festas para que os índios estabelecessem uma aproximação mais íntima com a igreja. Uma das características assimiladas pelos portugueses foi o uso de alimentos nativos para preparar a comida da festa, como milho e a mandioca.

Quadrilha de Arraiais

O primeiro nome atribuído à dança de quadrilha no Brasil foi “quadrilha de arraiais”, sendo que nessa época já era uma dança que pertencia às chamadas festas juninas. No início, o estilo era mais popular no sul do Brasil, sendo que depois de algum tempo se espalhou pelo país chegando ao nordeste, onde recebeu contornos de forró. A quadrilha como conhecemos surgiu devido a um processo histórico e cultural que se desenrolou ao longo dos anos.

Estilizando a Dança dos Nobres

Os brasileiros gostaram da dança europeia, então resolveram adicionar a ela um pouco do seu estilo e mudar algumas regras. Por exemplo, na versão europeia são apenas quatro casais dançando quadrilha, já a nossa versão estilizada tem mais casais. Os passos e ritmos bastante característicos da França também foram sendo substituídos com o passar do tempo.

A quadrilha brasileira tem como tema o caipira, bem diferente da quadrille de Paris. Além disso, antes da apresentação da quadrilha nas festas juninas acontece o casamento caipira e justamente o casal de noivos é que puxa os demais casais. As tradições que para nós parecem tão comuns foram sendo adicionadas ao longo do tempo ao universo da quadrilha.

Comandos na Dança da Quadrilha

Para quem ficou pensando a respeito de quais características francesas foram mantidas na quadrilha, podemos citar os comandos dados pelo narrador que diz aos casais quais movimentos realizar. Além da figura do narrador em si, existe a confluência com os termos usados durante a dança. O famoso “anarriê” tem sua origem na palavra francesa “arrière” que significa “para trás”.

Outras palavras que permaneceram foram “anavã”, que é uma estilização da expressão francesa “em avant” que significa “para frente”, e “saruê”, que vem de “soirée”, que na França é uma espécie de reunião social que acontece a noite. Até hoje, em apresentações de quadrilha juninas, se tem uma pessoa que comanda a dança utilizando, também, expressões bem brasileiras, como “olha a cobra” e “é mentira”.

Outros Nomes da Dança de Quadrilha no Brasil

Embora a festa junina esteja presente em todo o país, a dança tradicional recebe nomes diferentes. No estado de São Paulo a dança é conhecida como “quadrilha caipira”, enquanto que no estado do Rio de Janeiro é “mana-chica” e na Bahia “baile sifilítico”. Nos estados da região central do país, a quadrilha se chama “saruê”. Para os sergipanos, a dança da festa é simplesmente “quadrilha”.

Estilos Musicais Dançantes da Festa Junina

Atualmente, as festas juninas têm uma mistura grande de estilos musicais para divertir os festeiros. O nome do sanfoneiro Luiz Gonzaga ainda é uma referência em termos de festas juninas no Nordeste, mas nos últimos anos os estilos musicais tradicionais, como forró, baião e xote precisaram dividir espaço com o sertanejo universitário e o sertanejo sofrência.

Recentemente, houve até uma espécie de embate entre representantes dos estilos tidos como tradicionais dessas festas e os cantores da nova geração sertaneja. Porém, mesmo com essa diversidade musical para animar as festas, as danças da quadrilha ainda guardam suas características centrais e certamente quem vai a um evento desses espera assistir ao desfile de casais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *