Como preparar o solo para plantio?

Preparo do solo para Plantio

O preparo do solo para plantio é muito importante para que as áreas cultivadas tenham bons resultados e não tragam problemas no futuro. Os cuidados tomados antes e no começo do plantio refletem na saúde das áreas agrícolas, e por isso são decisivos para alcançar uma boa lucratividade e estabilidade. Entenda melhor esse processo com o passo a passo a seguir.

Preparo do solo para plantio: passo a passo

Elaboramos um passo a passo do preparo do solo para que você não tenha dúvidas de como alcançar os melhores resultados agrícolas. Não esqueça que os cuidados iniciais fazem toda a diferença no sucesso do cultivo.

Corrigindo o solo

A preparação de solo para plantio começa com o processo de correção, em que a acidez é reduzida e as bases saturadas para que as raízes das plantas possam se desenvolver. O Brasil sofre com o elevado teor de alumínio em seu solo, e um dos principais métodos de correção utilizados é a Calagem. Outra possibilidade é utilizar gesso, que, por ter boa solubilidade, também reduz a presença de alumínio no solo, permitindo que as plantações se desenvolvam devidamente.

Para que a correção seja assertiva é importante mandar uma amostra do solo para análise. Somente por meio dessa avaliação laboratorial poderá se determinar o quanto o pH precisa ser alterado para que a lavoura prospere. Outra questão é observar que cada cultura tem suas próprias exigências.

Limpe a área

Feita a correção do pH chega o momento de limpar o solo, ou seja, eliminar detritos e ervas-daninhas que atrapalharão o crescimento da cultura. Há casos em que é necessário remover uma camada de até 15 cm de solo. Esse é um momento crucial para o sucesso do plantio, pois uma limpeza mal feita pode gerar vários problemas futuramente.

Passo 3 – Rotative o solo

O solo deverá ser rotativado com uma profundidade de 5 cm. Então, deve-se adicionar o adubo para plantio e a terra. Esse passo deve ser feito para evitar os inços anuais e também para oferecer maior compactação do solo. Quanto mais compacto, melhor é o contato do solo com os compostos.

Corrigindo a topografia

Uma das principais dificuldades para o plantio está na declividade do solo, pois em áreas com esse tipo de topografia é bastante comum haver erosão ou sérios problemas com enxurradas nas lavouras. Além de destruí-las, esses problemas podem levar resíduos de pesticidas para as águas, contaminando-as.

Para não ter essa dificuldade a dica é a técnica chamada de Mulching vertical, em que são escavados sulcos com mais ou menos 40 cm de profundidade, preenchidos com palha e reduzindo o impacto de declives. O nivelamento do solo também pode ser realizado por meio de trator com lâmina ou com enxadas e ancinhos.

Dica – Atenção com o revolvimento do solo

Quem optar pelo sistema de plantio direto deve ter atenção ao fato de que não poderá revolver a terra depois de tê-lo implantado. Esse processo de revolvimento pode acarretar numa severa compactação do solo e no aumento da sua acidez, tornando impossível bons resultados numa nova safra.

Se houver necessidade de revolver o solo, a melhor coisa a se fazer é uma aração. Todo cuidado é fundamental para manter a qualidade e a boa saúde da terra. A partir da realização dos primeiros passos para o preparo do solo para plantio é necessário mantê-lo coberto todo o tempo, além de apostar na rotação de culturas.

Conheça profundamente a cultura

A principal dica para quem está iniciando o cultivo de culturas agrícolas é a grande importância de conhecer as características principais do que será plantado. Como já citamos, cada planta possui suas próprias demandas, de maneira que mesmo um solo bem preparado pode não gerar os resultados desejados simplesmente pela falta de compatibilidade. O conhecimento a respeito da atividade agrícola é essencial para ter um solo mais bem preparado.

Um estudo prévio do solo pode contribuir até mesmo para que você mude de ideia em relação à cultura a ser estabelecida no local, pois dependendo das características do solo é mais fácil e barato mudar os planos de cultivo. Além de realizar um estudo prévio, recomendamos que você se dedique a observar a evolução das áreas agrícolas e compreenda em quais períodos do ano precisam de mais cuidados. Para quem cultiva café, temos dicas que podem ser bastante úteis.

Gostou de conhecer em mais detalhes o processo de preparo do solo? Não deixe de aplicar essas dicas no seu dia a dia de trabalho e tenha excelentes resultados a curto, médio e longo prazo.