Introdução à apicultura

Para quem pensa que a apicultura tem como única finalidade a produção de mel, é importante destacar que a criação de abelhas pode ter reflexos bastante positivos para fazendas com diferentes focos produtivos. As abelhas têm papel de grande relevância nos ecossistemas, podendo acelerar a florada de plantações de café, aumentar a produtividade de laranjas, maracujá entre muitos outros benefícios para produtores rurais.

Apicultura – oportunidade financeira para fazendas

Embora nem todas as culturas necessitem do trabalho de polinização das abelhas, já está comprovado que ter colmeias próximas às plantações aumenta de 20% a 30% a produção, além de deixar os frutos maiores e mais bonitos. Trata-se da apicultura moderna, que tem como objetivo utilizar os insetos para acelerar a produtividade rural e não somente para a produção de mel.

Como a apicultura pode transformar a produção rural

São cada vez comuns as parcerias entre apicultores e fazendeiros, pois todos saem ganhando com a interação das abelhas com as culturas de café, frutos, entre outras. Ambientalistas ressaltam que a produtividade poderia ser ainda mais destacada se fosse reduzido o uso de agrotóxicos e houvesse mais abelhas atuantes. Para isso é necessário que se compreenda a criação de abelhas como um processo que demanda organização e planejamento.

Há culturas bastante dependentes da polinização de abelhas, como a de maçã, no sul do Brasil, no entanto, até mesmo aquelas em que esse tipo de polinização é facultativo podem ter excelentes resultados, como é o caso do café arábica, que apresenta crescimento de produtividade bastante interessante, e do cultivo de maracujá, que pode ter a sua produção elevada em 100%. Muitos fazendeiros têm montado seus próprios apiários para atingir melhores resultados.

Montando apiário em fazenda

O primeiro passo para os fazendeiros que desejam introduzir a cultura de abelhas próximas às suas plantações é fazer um curso de apicultura para garantir que os procedimentos sejam realizados assertivamente. Como a prática vem ganhando destaque no meio rural, está mais fácil encontrar bons cursos.

Em seguida é essencial adquirir o material apícula necessário para que os insetos possam se desenvolver com saúde, oferecendo assim a sua contribuição para o aumento da produtividade. A seguir, explicamos em detalhes quais são os materiais para desenvolver a atividade de apicultura.

Colmeia

Numa definição básica, trata-se da casa das abelhas. Geralmente é feita de madeira e possui uma tampa, guardando de 8 a 10 quadros de câmara de cria, o local em que os insetos convivem. Na parte de baixo está o alvado, que nada mais é do que o local em que as abelhas entram e saem da colmeia.

A casa das abelhas é constituída normalmente de dois andares, sendo um para o ninho e outro para melgueira. Muitos apicultores iniciam a produção apenas com a caixa do ninho e adicionam a melgueira na época da colheita de mel. Há casos em que se pode ter 3 andares na colmeia. Tudo depende de quantas abelhas operárias tem o conjunto.

Quadro de câmara de cria

Dentro da caixa da colmeia as abelhas constroem os quadros de câmara de cria que nada mais são do que aqueles hexágonos cujas paredes são elaboradas a partir de cera. Alguns apicultores, visando acelerar a produção de mel, utilizam cera alveolada para compor essas paredes.

Comprando as abelhas

Com a colmeia preparada chega o momento de adquirir as abelhas. O mais indicado é comprar uma colônia desses insetos entre março e abril, época que em que as abelhas crescem e dão início ao aumento da população.

Fumegador

É um item essencial para o apicultor, pois produz fumaça que ajuda a reduzir a agressividade desses insetos. O acessório geralmente contém um fole que passa a ser acoplado a uma espécie de fornalha que queima material geralmente de origem vegetal (palhas de arroz e serragem grossa) para fazer fumaça.

Formão

Feita de metal, essa ferramenta tem em média 20 cm de comprimento e sua função é abrir o teto da colmeia. As abelhas podem acabar soldando a tampa com própolis.

Vestimenta adequada

São itens essenciais do material apícula para a segurança do apicultor. Basicamente a vestimenta deve ser composta de um macacão, uma máscara, um par de luvas e um par de botas. É fundamental que o macacão seja folgado no corpo e não crie resistência em relação à pele. Fique atento ainda à cor do macacão: deve ser clara, pois cores escuras costumam incitar a agressividade nas abelhas.

A máscara mais recomendada é a de pano, que conta com visor de tela com acabamento fosco, oferecendo boa visibilidade. Ela vem acompanhada por um chapéu com abas largas e preso ao macacão. As botas mais indicadas são as de borracha com cano médio e bem justas ao macacão, para impedir a entrada das abelhas. Esses são alguns materiais importantes para o início da apicultura em fazendas.