Principais diferenças entre a cuia de tererê e a cuia para chimarrão

diferencas entre cuia de terere e chimarrao

Entenda as principais diferenças entre o tererê e chimarrão (foto: Shutterstock)

Embora tanto o tererê quanto o chimarrão sejam bebidas preparadas a partir da erva-mate e façam sucesso na região sul do Brasil guardam algumas boas diferenças entre si. A seguir vamos explicar um pouco melhor quais são essas diferenças entre os dois tipos de bebidas especialmente no que diz respeito à cuia em que são servidas. Está preparado para entrar nessa viagem de sabor um tantinho amargo, mas que pode ser refrescante ou aconchegante?

Diferenças entre tererê e chimarrão

Questão de temperatura

A principal diferença entre tererê e chimarrão se encontra na sua temperatura, pois o primeiro é preparado com água fria enquanto o outro com água fervente. Ambas bebidas são infusões de erva-mate com água, porém, o tererê refresca enquanto o chimarrão esquenta. Por ser preparado gelado o tererê é bastante consumido por crianças.

Método de preparo

O preparo do tererê pode contar com a adição de alguns outros ingredientes como capim-limão, limão, hortelã ou até um suco. No caso do suco você pode até mesmo usar o suco de pacotinho. A ideia é combinar o sabor da erva-mate com outro sabor mais leve tirando um pouco o seu amargor. Tererê não leva açúcar.

Quem é adepto do chimarrão geralmente prepara a bebida apenas com água e erva-mate. Contudo, existe a possibilidade de acrescentar algumas outras ervas a água como boldo, hortelã, capim-limão, camomila, funcho, guaco entre outras. Tem ainda uma versão de chimarrão preparado com leite quente ao invés de água. Para aqueles que dispensam o gostinho amargo a dica é adoçar com mel ou açúcar mascavo.

Cuia de tererê x cuia de chimarrão

A cuia tradicional de chimarrão também pode ser usada para servir tererê, porém, é mais comum o uso da guampa para a bebida refrescante. Para quem ainda não conhece a guampa é um tipo de copo com formato sinuoso fabricado a partir do chifre de boi. O tererê também pode ser preparado num copo comum.

Já a cuia é um copo em que estão estampadas várias medidas e que possui sua base arredondada para tornar mais fácil o manuseio do recipiente. Lembrando que tanto numa roda de chimarrão quanto de tererê se deve respeitar o sentido que a cuia ou guampa é passada (anti-horário ou horário) e jamais se deve mexer na bomba para não bagunçar a erva.

Garrafas

O chimarrão pode ser conservado em garrafas térmicas de alumínio de 1 litro, os melhores modelos são aqueles cujo bico é retrátil para que a infusão não esfriar. É possível optar por garrafas de café, mas que sejam pequenas, pois o chimarrão não é consumido rapidamente podendo então esfriar em garrafas maiores.

Como o tererê é consumido gelado pode ser armazenado em garrafas térmicas maiores de 1 a 5 litros. No caso de garrafas grandes é comum que tenham alças que ajudam no seu manuseio.

Erva

As duas bebidas usam como base a ilex paraguariensis (erva-mate), mas a forma como a erva é comercializada para cada finalidade é diferente. A erva do tererê é mais grossa podendo ter folhas e gravetos enquanto a erva de chimarrão é mais fina por passar por um processo de moagem. Na embalagem da erva é possível encontrar essa informação, não deixe de comprar a correta.

Frescor x Aquecimento

O tererê é muito consumido durante o verão para refrescar uma vez que é uma bebida gelada. Já o chimarrão é uma bebida indicada para os dias de inverno em que o que se deseja é uma sensação de aconchego e aquecimento. Novamente destacamos que o tererê tende a apresentar o sabor mais amargo em relação ao chimarrão.

Bomba – O ponto em comum

O tererê e o chimarrão tem em comum o fato de precisarem da bomba para que possam ser consumidas. As melhores bombas são aquelas fabricadas de alumínio, pois são mais duráveis e tem mais qualidade. Essas bombas podem ser ornamentadas tendo detalhes feitos de ouro e até mesmo pedras preciosas encravadas.

Tererê ou Tereré

Uma curiosidade a respeito do tererê é que ele pode ser chamado tanto de tererê (pronunciado como se tivesse um acento circunflexo no ‘e’) e tereré (com acento agudo no “é”). Algumas pessoas acreditam que essa nomenclatura se deve ao fato de que quando se chega ao final da bebida a bomba a faz um som que lembra “tererêre”.

Consumo

As duas bebidas de erva-mate são bastante difundidas na região sul da América do Sul sendo que o tererê é uma variação do chimarrão. Durante a Guerra do Paraguai os soldados não podiam aquecer a água para o preparo do chimarrão para não chamar a atenção do inimigo e então descobriram a possibilidade de prepara-lo gelado.

Tererê ou Chimarrão?

Quem é apaixonado pelo sabor da erva-mate não precisa escolher apenas uma das bebidas tradicionais. Como citamos o tererê é um excelente aliado para o verão enquanto o chimarrão ajuda a deixar o inverno menos gelado. Que tal apostar nos dois?