Modão Sertanejo: Os Clássicos do Sertanejo

Modões de Sertanejo

Um bom modão sertanejo é sempre bem-vindo aos churrascos e encontros com os amigos. Essas músicas que deram o ponto de partida para a consolidação e difusão do sertanejo que ouvimos hoje ainda tem espaço nas playlists dos apaixonados pelo universo caipira. Então, que tal curtir alguns modões que fizeram história?

Modão sertanejo: confira os clássicos da música sertaneja

Alguns modões se tornaram verdadeiros clássicos sertanejos por serem ouvidos e lembrados até os dias de hoje, décadas após a sua composição e chegada às paradas de sucesso. Tem modão para todos os gostos e estilos, vamos começar a fazer essa verdadeira festa sertaneja?

Tristeza do Jeca


Intérpretes: Tonico e Tinoco

Essa moda de viola foi composta por Angelino de Oliveira em 1918 e se tornou um grande sucesso nas vozes da dupla Tonico e Tinoco. Em 2009, foi escolhida como a melhor canção caipira de todos os tempos pela Folha Ilustrada. Esse verdadeiro clássico sertanejo já foi interpretado por artistas como Irmãs Galvão, Inezita Barroso, Chitãozinho e Xororó, Sérgio Reis e Almir Sater.

Luar do Sertão


Intérpretes: Pena Branca e Xavantinho

Um dos clássicos sertanejos indiscutíveis, Luar do Sertão, fala a respeito da beleza e da poesia da vida sertaneja. A canção é uma composição de Catulo da Paixão Cearense e João Pernambuco que ganhou destaque primeiramente nas vozes da dupla Pena Branca e Xavantinho. Também fez grande sucesso na versão de Roberta Miranda para a trilha sonora da novela “Tieta”.

A Moda da Mula Preta


Intérprete: Inezita Barroso

Um modão sobre uma mula preta que se tornou bastante conhecida na voz de Inezita Barroso e na versão de Luiz Gonzaga. A composição de Raul Torres foi gravada pela primeira vez pela dupla Torres e Florêncio.

Pagode em Brasília


Intérpretes: Tião Carreiro e Pardinho

Uma moda clássica para quem deseja ouvir uma música animada, Pagode em Brasília, diverte os ouvintes. Essa é uma composição de Teddy Vieira e Lourival dos Santos, se tornou um grande sucesso nas vozes da dupla Tião Carreiro e Pardinho.

Moda da Pinga (Marvada Pinga)


Intérprete: Inezita Barroso

A composição de Ochelsis Laureano e Raul Torres, Moda da Pinga ou Marvada Pinga como ficou mais conhecida, é uma das canções que marcaram a carreira de Inezita Barroso. E a pergunta que fica é quem não tem ou já o amigo que se ‘atrapaia’ com a marvada pinga?

Chico Mineiro


Intérpretes: Tonico e Tinoco

Com uma história muito bonita a moda de viola “Chico Mineiro” é um dos clássicos sertanejos tocados até os dias de hoje. A canção fala a respeito de um boiadeiro que após perder seu grande amigo, Chico Mineiro, descobre que ele na verdade era seu irmão de sangue. A moda é uma composição de Tonico e Francisco Ribeiro que fez sucesso nas vozes de Tonico e Tinoco.

O Menino da Porteira


Intérprete: Sérgio Reis

Adaptada para filme duas vezes, em 1976 com Sérgio Reis e em 2009 com Daniel, a moda “O Menino da Porteira” é uma composição de Teddy Oliveira e Luizinho. A primeira gravação da música foi da dupla Luizinho e Limeira. Essa música já ganhou versões nas vozes de Tonico e Tinoco, Sérgio Reis, Tião Carreiro e Pardinho, Daniel entre outros.

Rio de Lágrimas


Intérprete: Inezita Barroso

Essa moda de viola pode ser chamada de “Rio de Piracicaba”, foi composta por Piracy, Lourival dos Santos e Tião Carreiro. A história da canção fala sobre uma desilusão amorosa capaz de fazer transbordar o Rio de Piracicaba em São Paulo. Tornou-se um grande sucesso na voz de Inezita Barroso.  

Saudade da Minha Terra


Intérpretes: Belmonte e Amaraí

Uma das modas de viola mais poéticas, Saudade da Minha Terra, retrata algo que acontece com muitos apaixonados pela vida no campo, a frustração de se mudar para a cidade grande em busca de oportunidades e viver com saudade da simplicidade rural. Composição de Goiá e Belmonte foi gravada pela primeira vez por Belmonte e Amaraí e tornou-se um grande sucesso com Chitãozinho e Xororó.

Meu Primeiro Amor


Intérpretes: Cascatinha e Inhana

Composta por José Fortuna essa é uma moda de viola para quem está vivendo a dor de um grande amor. A primeira gravação foi da dupla Cascatinha e Inhana em 1952, até hoje é um dos grandes clássicos da chamada ‘dor de cotovelo’.

Chico Mulato


Intérprete: Sérgio Reis

Moda que conta uma história trágica de um triângulo amoroso envolvendo dois irmãos foi composta por João Pacífico e Raul Torres. Fez muito sucesso na voz de Sérgio Reis.

Estrada da Vida


Intérpretes: Milionário e José Rico

Mais um exemplo de moda de viola que deu origem a uma adaptação cinematográfica, o longa “Na Estrada da Vida”. Essa é uma composição de José Rico que se tornou um grande sucesso e que até hoje não pode faltar nas playlists sertanejas.

Para completar que tal conferir duplas sertanejas que são inesquecíveis?