Entenda como é feita a seleção dos touros de rodeio

touros de rodeio

Você sabe como é feita a seleção dos touros para rodeio? Mate sua curiosidade! (Foto: Shutterstock)

Talvez você não saiba, mas tem muitos rodeios com público maior do que o de estádio de futebol. A modalidade competitiva que foi ‘importada’ dos Estados Unidos na década de 1980 é um verdadeiro sucesso no Brasil e oferece a oportunidade para muitos esportistas, nesse caso os peões, juntarem uma fortuna em prêmios. Porém, pouco se fala sobre as verdadeiras estrelas do show, os touros.

Os animais encorpados e com fama de bravos são fundamentais para dar o tom da emoção a competição. Os 8 segundos que o peão tem que se manter em cima do lombo do animal parecem 8 séculos para quem está assistindo na expectativa para ver quem irá vencer, a força da natureza ou a perseverança humana. Mas, como será que esses touros são escolhidos? Continue lendo e descubra mais sobre essa indústria milionária.

Como é feita a seleção dos touros de rodeio

Seleção genética – Escolha feita antes do nascimento

As características adequadas dos touros de rodeio são tão importantes que a sua seleção tem início antes mesmo do seu nascimento. Boa parte dos criadores de touros para competições utilizam sêmen de animais com excelente genética para as provas. Observando que existem diferentes provas num rodeio é importante escolher os progenitores mais adequados para cada modalidade. Contudo, o trabalho de formação de touros de rodeio não acaba na questão genética.

Treinamento dos touros para rodeios

Há algumas fazendas de criação de touros, no Brasil, que se dedicam especialmente aos animais para as competições. Os criadores investem pesado num treinamento específico para que os touros se tornem temidos pelos peões e estrelas que não deixam ninguém ficar os 8 segundos em cima deles.

As atividades físicas como natação e caminhadas são essenciais para que o animal apresente explosão e fôlego para desempenhar bem o seu papel na arena. Além disso, é fundamental que ele tenha uma dieta equilibrada e adequada para o seu desenvolvimento. O sucesso do treinador se reflete na capacidade que o animal tem de apresentar saídas diferentes confundindo assim os peões e se manter com bom ritmo de corrida.

Testes

Muitos empresários do segmento de criação de touros para competição realizam testes com os animais antes que eles sejam encaminhados para tentar uma vaga nos grandes eventos de rodeio. Nesses testes são usados robôs-cowboys que permitem simular o peso de um cowboy de verdade para que o animal adquira a desenvoltura necessária para se dar bem nas arenas. Realizar testes com peões de verdade também contribui significativamente para que o touro seja satisfatório.

Escolha independe de raça

Embora os touros de determinadas raças sejam bastante recorrentes nos rodeios é importante destacar que a escolha não tem foco nesse critério. Alguns touros que possuem parentesco com touros famosos acabam não sendo aproveitados nas arenas por não ter desenvolvido as características necessárias para ser bem-sucedidos. Há também casos de touros que não tem uma raça definida, mas que são escolhidos e se tornam estrelas das competições.

Brasil x Estados Unidos – Características dos touros de rodeio

As duas principais diferenças entre os touros de rodeio do Brasil e dos Estados Unidos são a forma como os animais são criados e as raças que fazem mais sucesso. Na terra do Tio Sam os touros de rodeio nascem especificamente para essa função sendo todos de origem de uma linhagem genética adequada para as competições. Os cruzamentos acontecem entre os filhos dos grandes campeões de rodeio com o objetivo de ter animais mais bem preparados para os pulos.

Apesar desse ramo de criação de touros estar se fortalecendo em nosso país ainda há muitos casos de touros que nasceram para o abate, mas que por ter características diferenciadas conseguiram se livrar de virar carne para serem estrelas do rodeio. Devemos lembrar que os rodeios têm mais tempo de realização nos EUA e por isso já se tem uma indústria mais fortalecida na criação desses animais.

Cada touro uma sentença

Algo bem interessante de ressaltar é que cada tipo de touro exige diferente preparo do peão que irá competir. Como os critérios de escolha dos touros são diferentes nos países que realizam esse tipo de competição é fundamental que o esportista se prepare passando por um tempo de adaptação antes de ingressar no meio.

A velocidade e o tipo de pulo variam de touro para touro, mas não é só isso que se altera. O tipo de pelagem do animal e seu tamanho podem fazer a diferença para ficar os 8 segundos ou ser derrubado logo de início. Entender bem o tipo de touro que se está montando é essencial para o sucesso do peão.

Bem-estar dos touros de rodeio

Entidades protetoras dos animais alegam que os touros de rodeio sofrem maus tratos durante as competições. Por outro lado os organizadores desses eventos divulgam que há preocupação com o bem-estar dos animais. Podemos dizer com certeza que esses animais são melhor tratados que aqueles que não são esportistas.

Conheça alguns de nossos produtos!