Como Utilizar as Rédeas

Saber como utilizar as rédeas é essencial para quem monta a cavalo, pois elas servem como um meio de comunicação entre o cavaleiro e o equino. Lembre-se de que é crucial demonstrar respeito para com o animal durante a sua condução, para que se tenha o melhor resultado desejado pelo uso das rédeas. Quer saber mais? Continue lendo!

Descubra como utilizar as rédeas corretamente 

A primeira questão relevante quando se pensa em rédeas é determinar qual é o tipo de embocadura do equino e o objetivo da montaria. Os dois modelos de rédeas existentes são o clássico e o western. 

Rédeas estilo western 

O formato western de rédeas deve ser segurado no estilo que é conhecido como ponte, em que elas ficam abertas. Basicamente o excesso de cada rédea irá para o lado oposto do pescoço do equino. O ponto de encontro entre as rédeas é onde devem ser seguradas nesse caso. 

As rédeas deverão ser posicionadas nas palmas de suas mãos, de maneira que seu dedão fique por cima. Há duas formas consideradas corretas de posicionar o seu dedinho, sendo uma sob o excesso da rédea em ambos os lados ou no entorno da mesma, mantendo seu punho fechado. A ideia central é que se tenha o contato com a boca do animal dos dois lados. 

Rédeas estilo clássico

Nesse caso, as sobras das rédeas permanecerão unidas e serão presas por uma fivela. No lado direito do pescoço do equino fica a parte em que as rédeas estão juntas, o que se chama de laçada das rédeas. Cada rédea fica em uma das mãos do cavaleiro, semelhante ao modo como os jóqueis seguram as rédeas dos cavalos. O punho deve ficar fechado, e os dedinhos podem ser mantidos dentro ou fora das rédeas. 

Dá para segurar a rédea do ‘jeito do treinador’?

Essa é uma terceira possibilidade de como utilizar as rédeas, e por ser utilizada por treinadores enquanto ensinam seus equinos a irem do bridão até o freio, recebeu a alcunha de ‘jeito do treinador’. As rédeas são colocadas no pescoço do cavalo criando um desenho de ponte que lembra o modo western, de forma que se cria uma sobra de cada lado do pescoço do cavalo, haverá aquele ponto em que as rédeas irão se cruzar. 

Nesse caso, somente uma das mãos é que segura às rédeas, no ponto de encontro delas. O pulso pode ser rotacionado e então fazer movimentos para cima e para baixo, sem que se tenha um contato direto com a embocadura do animal. 

Partes que são utilizadas junto com as rédeas

A seguir vamos explicar um pouco mais sobre as partes que são utilizadas em conjunto com as rédeas para conduzir os equinos.

Rédeas

Vale a pena explicar em que consistem as rédeas também, elas são tiras de couro longas que realizam a comunicação entre o cavaleiro e o equino, para que o último consiga entender qual o caminho que deve seguir. Cada tira de couro da rédea recebe o nome de Cana de Rédea, elas podem ser trançadas, trabalhadas ou devidamente torcidas. 

Freio

Trata-se de uma embocadura metálica que deve ser utilizada em conjunto com as rédeas e posicionada na boca do cavalo. É um dispositivo que serve para dar direcionamento ao cavalo, de maneira a poder fazer com que ele mude de direção ou pare. 

Cabeçada

Consiste em uma peça de couro que é presa à cabeça do cavalo, passando atrás das orelhas, e que contribui para que o freio fique devidamente preso na boca do equino. 

Bucal

Um tipo de cabresto feito de couro com focinheira, que é usado na cabeça e pescoço do cavalo.

Buçalete

Trata-se de um buçal pequenino que nada mais é do que um cabresto aperfeiçoado.

Cabresto

Uma peça de couro que é usada presa ao bucal ou buçalete, que pode ser usada para pegar o cavalo no pasto ou para cabresteá-lo. 

Dicas importantes para o bom desenvolvimento da relação com o cavalo

O uso correto das rédeas é essencial para quem deseja se tornar um exímio cavaleiro, lembrando que todo e qualquer equipamento tem como objetivo tornar melhor a relação e a comunicação entre o homem e o animal. Os adereços jamais devem ser utilizados com a finalidade de impingir dor ou sofrimento para os cavalos. 

Se perceber que o cavalo está com alguma dificuldade, é válido verificar se algum equipamento está mal posicionado e se pode estar causando algum machucado. Não esqueça também de que o devido treinamento com o animal é fundamental para que você se torne mais atento ao seu comportamento e entenda qual é a forma mais assertiva de conduzi-lo. Quando o assunto é desenvolver um relacionamento com o animal, nada melhor do que o tempo para servir de guia. 

Gostou de saber mais sobre como utilizar as rédeas e tornar seu tempo com os equinos mais agradável? Deixe seus comentários abaixo!