Quais São os Tipos de Selas

Quais são os tipos de selas?

O conhecimento a respeito dos tipos de sela é essencial para quem deseja realizar atividades que envolvam montaria. A sela nada mais é do que uma estrutura que é presa ao dorso do cavalo, permitindo que o cavaleiro e o equino tenham mais conforto durante a montaria. Como existe uma grande variedade de modalidades equestres foi necessário abrir o leque de opções de selas, sendo que para cada ocasião há uma mais indicada.

Tipos de sela: conheça os diferentes modelos e para que servem

Antes de dar início ao desfile de diferenças que existem entre os tipos de selas, é essencial comentar que a escolha desse equipamento deve levar em consideração o conforto tanto do equino quanto do cavaleiro, assim como a atividade que será realizada.

A largura do dorso do cavalo, assim como seu temperamento podem influenciar na escolha de uma sela mais ou menos adequada. Você sabe quais são as diferenças entre sela western, sela australiana, sela inglesa e sela portuguesa? Se não, continue lendo e descubra!

Sela inglesa

Conhecida também pela alcunha de sela de salto trata-se de um modelo de visual mais raso em comparação com outros tipos de sela que possuem chifre (pito), tornando mais fácil o movimento de subida e descida, o cavaleiro consegue sair da sela com mais facilidade.

A sela inglesa e suas variações podem ser feitas de couro ou material sintético (mais comum atualmente) e são muito utilizadas em atividades esportivas. Sua armação interna é mais rígida, consiste numa sela mais leve. Algo interessante é que essa sela é bastante usada também no ambiente urbano como nos lugares que ainda têm policiamento a cavalo.

Sela western

Com o dobro do peso da sela inglesa, a sela western, é o modelo de sela vaqueira americana e que foi pensada para atender às demandas dos equinos que realizam trabalho de fazenda. Oferece um bom ajuste a diferentes tipos de cavalos sem machucá-los e trazendo conforto para percursos mais longos. Uma das grandes facilidades que esse tipo de sela oferece é ter espaço para todos os objetos que o vaqueiro precisa ter à mão.

Na frente dessa sela, podemos observar o chifre (pito) que num primeiro momento tinha como objetivo auxiliar no processo de condução do laço. Devido ao fato dos cavalos Quarto de Milha terem seu dorso largo e sua centelha mais baixa se adaptam bem a essa sela. Trata-se de um equipamento adequado para atividades como Baliza e Tambor.

Sela australiana

Uma sela que é bastante semelhante à sela inglesa, em especial no seu tipo de armação interna. Como sua função principal é ser usada na lida com o gado, pois tem maior aderência e permite as subidas e descidas do cavaleiro. O assento tem mais profundidade e o couro utilizado para a sua confecção é mais pesado.

Sela portuguesa

O material base para a confecção dessa sela é o couro suíno, para que tenha mais elasticidade a peça conta com tiras de metal ao longo da sua estrutura de armação. Uma sela bastante eficiente para atividades como passeios, equitação e até tourada.

3 dicas de como escolher a sela perfeita

Agora que você já conhece os modelos de sela que existem e suas diferenças, chegou o momento de conferir as dicas para escolher o tipo perfeito para atender as suas necessidades.

1 – Para cada atividade um tipo de sela

Acima, você pode perceber que alguns modelos são mais indicados para atividades esportivas enquanto outros são mais interessantes para trabalho em fazenda. A recomendação para escolher a sela ideal é ter em mente que tipo de atividade vai ser realizada com o equipamento.

Para finalidades de lazer que não demandam grande esforço do cavalo, é possível apostar em selas com mais ornamentação enquanto que para atividades rurais o que realmente importa é a resistência e a segurança que a peça oferece.

2 – Considere o corpo do cavalo

A sela deve ser perfeita para a compleição física do cavalo, peças pequenas ou grandes demais podem acarretar em machucados e desconforto. Se o equino se sente incomodado pela sela pode acabar se tornando mais difícil de conduzi-lo e até mesmo causar um grave acidente empinando ou corcoveando.

3 – Considere as medidas do cavaleiro

O cavaleiro também precisa estar confortável com a sela escolhida para a sua montaria, de maneira geral os fabricantes de selas divulgam as medidas das peças com variações para adultos e crianças. A altura e o peso do cavaleiro são essenciais para a escolha de uma peça adequada. Ao ter dificuldades em se manter adequadamente sentado sobre a sela, o cavaleiro, pode acabar caindo ou se machucando.

Gostou de conhecer os tipos de selas? Após escolher a peça ideal para as suas atividades é importante saber como selar o equino, confira dicas clicando aqui.