Agronegócio: o que considerar na compra de um terreno

agronegócio

Você tem pesquisado terrenos para fazenda com o objetivo de investir no agronegócio, mas tem dúvidas sobre como escolher a melhor opção? Então, você está no lugar certo!
Reunimos dicas essenciais neste texto, que poderão ajudar quem quer começar seu empreendimento rural e deseja encontrar o terreno ideal.

Terrenos para fazenda: dicas para realizar a compra perfeita

A seguir reunimos dicas para quem quer comprar uma fazenda e está na fase de prospecção de terrenos.

Conheça a variação de medida de terra

Você sabia que a medida de terra no Brasil apresenta ampla variação de acordo com a região em que está localizada? Dependendo do lugar do terreno a ser comprado, ele pode se constituir num sítio, chácara ou fazenda. O empreendedor deve ter bem definida a finalidade do seu negócio rural para fazer uma escolha melhor em relação a aptidão da terra e relação custo-benefício do hectare.

Agricultura, pecuária ou os dois?

No momento de prospecção de terrenos para fazenda, é necessário que o investidor já tenha determinado se quer trabalhar com agricultura, pecuária ou com as duas atividades em paralelo. Essa questão é importante, pois o Brasil com sua extensão possui regiões mais aptas para uma ou para outra.
Se você quer ter uma fazenda no mesmo estado em que já reside, recomendamos que faça um estudo sobre a vocação da terra local para que possa então fundamentar seu plano de negócios.

Visite os terrenos com um olhar crítico

Tendo criado uma lista com terrenos que são do seu interesse, é válido fazer uma visita a cada um deles para ver de perto se possuem as características essenciais para garantir sua fazenda seja produtiva.

Por exemplo, o futuro fazendeiro deve verificar se o terreno possui presença de água e a que distância fica da cidade mais próxima. Embora o isolamento das estradas seja interessante para quem vai criar animais, não se pode ficar em um ponto muito ‘escondido’ para não dificultar escoar a sua produção.

As instalações que o terreno eventualmente já possui como uma sede, currais para os animais, galinheiros entre outros podem reduzir os seus custos para colocar a fazenda para funcionar após concluir a compra. No entanto, é necessário que essa estrutura esteja dentro do padrão necessário para seu projeto.

Para aqueles que pretendem realizar atividades agrícolas, é de grande relevância observar as condições do solo e do clima local.

Certidões negativas de débito

Antes de fechar um negócio de compra de um imóvel como um terreno para fazenda, é necessário verificar se o mesmo possui pendências. A forma mais simples e segura de fazer isso é se dirigir até o cartório de registro de imóveis em que o bem está matriculado para solicitar a Certidão Negativa de Imóvel Rural. Também é possível retirar essa certidão no site da Receita Federal.

Lembrando que essa certidão atesta somente a inexistência de débitos do imóvel rural junto a Receita Federal não sendo uma prova de que não existem pendências na dívida ativa da união que é gerida pela Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional (PGFN). Ter a orientação de um advogado especializado na aquisição de imóveis rurais é interessante para evitar uma série de questões que podem trazer problemas bastante sérios no futuro.

Fique atento ao licenciamento ambiental e reserva legal

Os novos empreendedores do agronegócio devem se atentar para o fato de que toda e qualquer empresa que acarrete em algum tipo de impacto ao meio ambiente deve adequar suas atividades as normas ambientais vigentes. Tanto a infraestrutura quanto os processos de trabalho realizados na fazenda devem estar de acordo com essas regras de preservação ambiental.

Além disso, os empresários rurais devem planejar o que se chama de reserva legal que é uma área obrigatória dentro da fazenda para uso sustentável, bem como reflorestamento de mata nativa. Na Amazônia Legal 80% do território deve estar registrado como sendo reserva legal, já na área de Cerrado da Amazônia Legal essa porcentagem é de 35%. Em outras regiões do país e áreas de floresta a reserva legal deve ser de 20%.

Caso o terreno de fazenda que você está adquirindo não esteja de acordo com essas regras ficará sob sua responsabilidade fazer a adequação. Leia o contrato de compra e venda com muita atenção e informe-se sobre a área de reserva legal da fazenda.

Se descobrir que existem irregularidades, é interessante fazer uma análise do investimento para regularização, bem como saber qual é a média das multas que são aplicadas. Para que fique tudo devidamente registrado faça o processo de compra com a intermediação de uma imobiliária que esteja credenciado ao CRECI.

Para te ajudar a profissionalizar o seu trabalho de agronegócio a dica é ler como tornar a sua fazenda uma empresa clicando aqui!