Começando uma plantação de pêssego

Começando uma plantação de pêssego

Você sabia que plantar pêssego pode ser uma grande oportunidade de negócio? Originária da China, essa fruta é habituada ao clima temperado e, por muito tempo, se restringiu ao cultivo na região Sul do Brasil por questões climáticas. No entanto, pesquisas realizadas nas últimas cinco décadas possibilitaram melhorias genéticas, contribuindo para uma difusão menos concentrada dos pessegueiros. Saiba como dar início a sua plantação e a um excelente negócio agrícola.

Panorama geral

O Rio Grande do Sul é o responsável por cerca de metade da produção de plantação de pêssego do país, sendo que a outra metade dos pomares está em estados como São Paulo, Minas Gerais, Paraná e Santa Catarina. Há uma grande variedade de pessegueiros cuja florescência é diretamente influenciada pelas condições climáticas do local em que foi cultivado.

O período entre os meses de junho e setembro é o melhor para obter pêssegos, haja vista que é o mais frio do ano. Em termos de solo, o mais indicado é contar com solos mais profundos, bem-drenados e com boa permeabilidade. É importante que as raízes tenham melhor aeração para que os frutos tenham mais qualidade.

Dicas práticas para o plantio de pêssego

Para quem se interessou em saber como plantar pêssego, listamos algumas dicas que vão facilitar esse processo.

Covas

Para plantar pêssego é importante trabalhar com a escavação de covas que tenham 60 x 60 x 60 centímetros. Atente para o fato de que elas devem ser devidamente estercadas e adubadas no período anterior ao plantio. Uma dica importante é antes do plantio irrigar as covas com 20 litros de água até que estejam encharcadas.

Condições climáticas

Fator preponderante para que o plantio seja bem-sucedido deve contar com verão em que as temperaturas sejam elevadas durante o dia e mais amenas à noite. Também são consideradas como relevantes às condições de ter boa intensidade luminosa, ventos tranquilos e bom suprimento de água.

Solo

Uma avaliação do solo deve ser realizada em três profundidades do solo – de 0 a 20 centímetros, de 20 a 40 centímetros e de 40 a 60 centímetros. Pelo menos três meses antes de iniciar o cultivo é importante neutralizar a acidez usando calcário.

Na sequência, a correção da acidez é fundamental introduzir duas fontes de fósforo sendo uma de liberação rápida e outra de liberação lenta. No ponto mais profundo possível adicione o dobro da quantidade de material que foi indicado na avaliação do solo. Será necessário preparar o terreno realizando uma subsolagem de pelo menos 60 centímetros.

Alinhamento

Para que o sistema de irrigação e o regime de chuvas sejam devidamente aproveitados é fundamental alinhar o plantio em nível ou então ligeiramente em desnível. Para evitar processo de erosão é necessário levantar, antes do início do plantio, uma leira que tenha 20 centímetros.

Área mínima para plantio

Em um hectare é possível ter mais de 400 pessegueiros.

Mudas

Saber escolher as mudas de pêssego é essencial para ter melhores resultados, a dica é dar preferência para as mudas que possuem entre três e quatro brotações primárias, sendo que o broto principal deve ser ignificado sem apresentar sinais de processo de enrugamento e estando com suas gemas maduras.

Enxerto

Para que o plantio seja bem-sucedido é fundamental que não haja trincas no enxerto, o comprimento do ramo principal deve ficar entre 10 e 30 milímetros e estar a pelo menos 20 centímetros do enxerto.

Tempo

Quem está pensando em iniciar a sua plantação de pêssego deve ter em mente que o pessegueiro começa a produzir somente dois anos após ter sido plantado.

Poda

Importante para manter os pessegueiros frutificando, a poda deve ser realizada em junho nos locais com temperaturas mais elevadas e entre o final de junho e começo de julho nas regiões mais frias. Inicie a poda 15 dias antes da sua floração e continue realizando esse processo até que haja pelo menos 25% das flores abertas.

Colheita

O melhor momento para começar a colheita dos pêssegos é no momento em que o fruto está com sua cor mudando de verde para uma tonalidade de amarelo-claro. Na hora de colher, coloque os frutos em caixas plásticas ou cestos sempre cuidando para que a pele seja conservada.

Geralmente, a colheita é realizada desde o mês de agosto nas regiões mais quentes do país até o mês de dezembro nos lugares mais frios do país. Vale ressaltar que é possível ter picos de colheita tardios como outubro para São Paulo e novembro para a região Sul. O fato de manter o abastecimento do mercado com pêssegos em outros meses é algo que fortalece esse ramo de plantio.

Conheça alguns de nossos produtos!