Como Começar um Plantio de Banana

Uma plantação de banana pode ser uma excelente opção para quem deseja investir numa atividade de agronegócio com potencial de crescimento e estabilização no mercado. Essa fruta oferece uma série de benefícios para a saúde devido aos seus nutrientes como magnésio, fósforo, sódio e potássio, além de ser uma das mais consumidas in natura no Brasil. A banana pode ainda ser usada para dar origem a uma série de produtos que a têm como base.

9 dicas de como iniciar uma plantação de banana

A seguir, vamos apresentar dicas preciosas para quem está se preparando para investir no plantio de bananas. Há muitas chances de se dar bem nesse mercado.

1 – Conheça a bananeira

Anualmente, a bananeira apresenta apenas um cacho, no entanto, a sua produção é abundante. É possível que as pencas da bananeira sejam carregadas com até 200 bananas. Uma das características mais interessantes dessa planta é o fato de conter um tronco falso que é constituído por folhas verdes e grandes, que podem chegar a medir até 1,8 metro de altura. As bananas nascem a partir do caule subterrâneo que recebe o nome de rizoma. A bananeira se reproduz, a cada nova safra, dando origem a novas plantas.

2 – Condições climáticas para o plantio de banana

A banana é uma fruta originária da Ásia, o clima mais propício para seu desenvolvimento é o quente e úmido com temperaturas que fiquem numa faixa entre 22°C e 31°C. Em áreas que possuem ocorrência de geadas ou ventos fortes dificilmente a bananeira irá se desenvolver como deve.

No Brasil as plantações de banana prosperam com mais facilidade nos estados das regiões Nordeste e Sudeste. O plantio pode ser realizado o ano todo em locais que tenham boa irrigação e que o clima seja seco, a dica é realizar o plantio no começo da estação das chuvas.

3 – Solo ideal

O solo para o plantio de bananeira deve ter boa drenagem, pois o encharcamento pode levar as raízes da planta a apodrecer. Em termos de relevo, o ideal é que as áreas escolhidas sejam planificadas e menos acidentadas, ou seja, com declive inferior a 8%.

As bananeiras precisam também de profundidade acima de 25 centímetros do solo. A limpeza do solo deve ser realizada regularmente e de preferência com um facão que permita eliminar completamente as folhas velhas e brotações insignificantes. O solo deve ainda estar enriquecimento com matéria orgânica.

4 – Adubação é essencial

A adubação deverá ser realizada de acordo com as necessidades nutricionais indicadas pelo solo, bananeiras demandam particularmente o acréscimo de potássio para que possam crescer. Uma dica importante é a de investir numa adubação de dois litros de esterco de aves, dez litros de esterco de curral curtido ou então um litro de torta de mamona.

5 – Fazendo a semeadura corretamente

O primeiro passo para o processo de semeadura é abrir as covas para plantar as mudas, essas covas devem ter 30 x 30 x 30 centímetros. Outra possibilidade, é abrir sulcos que tenham uma profundidade de pelo menos 30 centímetros.

O espaçamento entre as plantas deve ser estabelecido de acordo com o porte das mesmas. No caso de cultivares altos, a recomendação é de 2 x 3 metros, para cultivares menores a dica é manter 2 x 2 metros. É importante que haja somente uma família por cova. Uma planta ocupa em média 5 metros.

6 – Colheita das bananeiras

O início da colheita ocorre em até um ano após seu cultivo e pode se prolongar pelo ano inteiro. A colheita das bananas deve ser feita com cuidado para não estragar as frutas, batidas podem acarretar no escurecimento dos espécimes diminuindo seu valor de mercado. Vale dizer que a seca e o frio podem aumentar o ciclo para a colheita das bananeiras.

7 – Propagação das bananeiras

Para realizar a propagação das bananeiras, é necessário utilizar mudas limpas da parte escura do rizoma.

8 – Cuidado com as pragas

Dentre as pragas que podem atacar a lavoura de bananas e devem gerar preocupação estão broca-do-rizoma, ácaros, tripés da ferrugem e nematoides. Algumas variedades de bananeiras podem ser afetadas por algumas doenças como mal-do-paraná, sigatoka-amarela e moko.

9 – Conheça as variedades de bananas

Destacam-se como as variedades mais cultivadas de bananas: a pacovan, nanicão e prata por apresentarem frutos de tamanho maior. No estado de São Paulo e nos estados da região a sul a variedade nanica é uma das mais cultivadas apresentando frutos de tamanho médio a grande. Valorizada pelo sabor, a banana-maçã, pode ser menos produtiva no sentido de quantidade, contudo, tem um bom valor no mercado. Nas regiões centro-oeste e nordeste a predominância fica para as banana-prata.