Saiba quais são os benefícios da equoterapia

terapia com cavalos

Muitos estudos foram desenvolvidos para a identificação dos benefícios da equoterapia. Este tipo de terapia é voltada para pessoas com deficiência que utiliza cavalos e realiza exercícios focados em fortalecimento da postura, coordenação motora e para promover mais interação social. A seguir você poderá entender um pouco mais sobre a metodologia, que já é um destaque na área médica.

Benefícios da equoterapia: saiba mais sobre a terapia com equinos

Para quem não sabe o que é equoterapia, trata-se de uma terapia de reabilitação para deficientes utilizando cavalos. As atividades equestres e as técnicas de equitação proporcionam maior consciência corporal e o fortalecimento da postura. Além dos benefícios físicos, é importante mencionar o fato de que a equoterapia oferece ganhos psicológicos bastante significativos, os praticantes se tornam mais seguros de si. Abaixo elaboramos uma lista com os principais benefícios da metodologia.

Equilíbrio

A terapia com cavalo para deficientes oferece o fortalecimento do equilíbrio corporal devido ao movimento realizado pelo equino em seu deslocamento. A constância das atividades equestres melhora também o tônus muscular.

Aumento da força muscular

Atividades equestres realizadas de forma segura promovem o aumento da força muscular por conta do esforço necessário para conduzir o cavalo.

Estímulo para os órgãos internos

Mais um dos benefícios da equoterapia é proporcionado pela intensificação da coordenação motora, os órgãos internos se mantêm em movimento durante o deslocamento sobre o equino.

Coordenação motora

O fato de estar em cima de um cavalo faz o indivíduo trabalhar a sua noção de coordenação motora. Pessoas com deficiências precisam ter uma compreensão ampla do funcionamento dos seus corpos para entenderem quais engrenagens precisam fazer girar para cada movimento desejado, algo que se torna mais simples com a prática da equoterapia constantemente.

Melhora da confiança

O equino se torna um verdadeiro amigo ao contribuir para os movimentos do indivíduo em tratamento. Com o passar do tempo, o paciente vai adquirindo mais confiança em si mesmo e no mundo à sua volta.

Melhora da autoestima

A possibilidade de realizar movimentos antes muito difíceis e a observação do progresso gradual oferecido pela terapia, contribui para o fortalecimento da autoestima e motivação para prosseguir.

Sociabilidade

Outro benefício interessante oferecido pela equoterapia diz respeito à sociabilidade dos pacientes, em muitos casos, eles têm uma postura mais agressiva no início. O contato com o animal torna essa irritabilidade menos pronunciada e, aos poucos, reduz o sentimento de revolta por uma determinada condição física. O dia a dia de interação com o equino permite construir padrões de comportamento mais agradáveis em relação ao mundo.

Aumento da sensação de bem-estar

Manter contato com animais em seu dia a dia permite se manter com uma maior sensação de bem-estar. Aliás, pode ser interessante adotar um animal de estimação também. Quanto mais o paciente for estimulado a se manter aberto para relações efetivas de carinho, melhor será.

Melhora de aspectos da fala e orientação espacial e temporal

Essa terapia permite trabalhar questões relativas à fala, compreensão da linguagem, lateralidade, orientação espacial e temporal, memória, entre outros aspectos cognitivos.

Como são as sessões de equoterapia?

Geralmente, as sessões de equoterapia são realizadas individualmente e têm duração de meia hora, os pacientes utilizam sela para equoterapia para montar no equino. O tratamento dura em média dois anos, porém, pode ser reduzido ou estendido de acordo com as respostas do indivíduo. Os cavalos utilizados são escolhidos de acordo com um conjunto de características físicas e de comportamento, visando atender às demandas de cada paciente. Os resultados geralmente levam algum tempo para serem notados.

Cada caso é um caso

A melhor forma da equoterapia ser utilizada no tratamento de reabilitação de pacientes com deficiência é a compreensão de que cada caso é um caso. Sendo assim, é interessante fazer uma avaliação avançada do indivíduo, determinando as suas principais limitações e dificuldades. Os exercícios devem ter foco no desenvolvimento dessas características.

Para quem a equoterapia é indicada?

Essa terapia pode ser utilizada no tratamento de comprometimentos de ordem motora, como paralisia cerebral, comprometimentos de ordem social, como autismo, psicoses, problemas de percepção e comprometimentos mentais, como Síndrome de Down. Pode ser efetivo ainda para pacientes que sofrem de insônia e estresse.

Equoterapia tem contraindicações?

A terapia com cavalo para deficientes tem algumas contraindicações, tornando necessário que o paciente seja submetido a uma avaliação e liberação médica. O indivíduo deve atender a um conjunto de exigências físicas e psicológicas para ter acesso aos benefícios da equoterapia.

Não é indicado, por exemplo, para pessoas que não gostam de animais, apresentam restrições ortopédicas específicas ou reações alérgicas ao contato com os equinos. Essa análise deve ser feita por uma equipe formada por profissionais multidisciplinares, assim será mais fácil assegurar a assertividade dessas atividades terapêuticas.

Gostou de saber mais sobre a equoterapia e como ela pode ter um impacto positivo na reabilitação de pacientes com deficiência? Deixe seus comentários e compartilhe!