Brasil, Maior Exportador de Carne Bovina do Mundo

Exportação de carne bovina no Brasil
Você sabia que o Brasil é o maior exportador de carne bovina do mundo? Crédito da Imagem: https://www.folhaacademica.com.br

O setor de agropecuária é um dos mais fortes da economia brasileira e contribui significativamente para que o país mantenha sua estabilidade financeira. Para se ter uma ideia da dimensão que esse setor possui basta dizer que em nosso país há mais de 218 milhões de cabeças de gado enquanto a população brasileira não ultrapassa os 207 milhões de habitantes.

Temos mais cabeças de gado do que pessoas no Brasil e naturalmente parte dessa produção é escoada para exterior. Junto com o Brasil encabeçando a lista dos maiores exportadores de carne bovina do planeta estão Índia e Austrália. Conheça um pouco mais sobre a estrutura que permitiu ao país conquistar e manter o seu lugar como um dos destaques de exportação.

Produção Que Gera Empregos

Os números da agropecuária são realmente impressionantes, no ano de 2016 a receita gerada pelo setor chegou à casa dos US$ 5,3 milhões de dólares. Porém, o número que realmente tem feito à diferença é o de empregos gerados em fazendas, frigoríficos e outros estabelecimentos que fazem parte desse segmento.

Num momento em que a economia brasileira passa por grande dificuldade é fundamental ter um setor aquecido e que apresente demanda por mão-de-obra como o da agropecuária. Além da criação do gado em si o setor ainda fomenta a indústria que processa e faz com que a carne chegue à mesa dos consumidores.

Raio-X do Rebanho de Gado do Brasil

O ano de 1974 marcou o início do grande sucesso brasileiro no segmento de produção e exportação de carne bovina. Em 2016 ao ultrapassar o montante de 218 milhões de cabeças de gado o país voltou a impressionar o mundo, desde 1974 que não tinha um rebanho tão extenso. Conheça mais detalhes sobre o rebanho de gado brasileiro.

Distribuição do Gado Pelo Território Nacional

Região Centro-Oeste – A maior produtora de carne bovina

A maior concentração de cabeças de gado está na região Centro-Oeste do país com cerca de 35% do rebanho. Em parte esse resultado é garantido pelo estado de Mato Grosso que conta com cerca de 30,3 milhões de cabeças de gado, em porcentagem esse número representa 13,9% do total. Outros estados que se destacam na produção de gado são Minas Gerais, Goiás e Mato Grosso do Sul que possuem, respectivamente, aproximadamente 10,8%; 10,5% e 10% do total de cabeças de todo território nacional.

Os maiores rebanhos estão concentrados nos municípios de: São Félix do Xingu, no Pará; Ribas do Rio Pardo e Corumbá em Mato Grosso do Sul. Dentre os pontos que tornam a produção de gado de corte mais profícua na região Centro-Oeste está a extensão territorial, características de clima e paisagem além da proximidade com a indústria de abate que reduz significativamente os custos.

Região Norte – Expansão da criação

A região Norte do Brasil figura em segundo lugar na lista de regiões com maior número de cabeças de gado, em torno de 47,9 milhões. Dentre as razões que fizeram o efetivo de gado aumentar significativamente nos últimos anos estão os preços mais competitivos das terras, clima adequado para a criação e disponibilidade de recursos hídricos.

Outras Regiões – Crescimento tímido no Sul e Sudeste e queda no Nordeste

As regiões Sul e Sudeste apresentaram crescimento tímido, respectivamente, 0,5% e 0,8%. Já a região Nordeste apresentou queda de -2,1%, acredita-se que essa redução esteja ligada aos problemas climáticos que tem assolado os estados nordestinos nos últimos anos.

A Febre da Vaca Louca e o Aumento das Exportações Brasileiras

O momento que abriu definitivamente o mercado mundial a carne bovina brasileira foi o surto da Febre da Vaca Louca, nos anos 1990. Muitos países que tinham estabilidade produtiva no setor tiveram seus rebanhos afetados e dessa forma perderam espaço. Em paralelo a essa oportunidade gerada por uma questão sanitária o Brasil investiu em tecnologia e qualidade para melhorar a sua produção de carne bovina garantindo que o bom momento perdurasse.

Aumento da Produção Brasileira X Estabilidade do Mundo

O Brasil tem se mantido na posição de maior exportador de carne bovina do mundo por manter a sua produção aumentando todos os anos em contrapartida ao movimento mundial de estabilidade. Fortes concorrentes do país como os componentes da União Europeia têm mantido a sua criação de gado em números estáveis. Os Estados Unidos, por sua vez, tem apresentado queda do seu rebanho.

Nesse cenário, que veio sendo desenhado ao longo dos últimos anos, o Brasil foi adquirindo mais relevância nesse segmento de maneira que teve um aumento de exportações de carne bovina de cerca de 20% em relação a 2012. O preço de venda das cabeças de gado também apresentou aumento de cerca de 16% nos últimos períodos. Com isso concluímos que nosso país é líder de exportações de carne bovina tanto no que diz respeito ao volume de cabeças quanto ao montante financeiro.

O Brasil tem enfrentado algumas crises em relação a qualidade de sua carne bovina, mas ainda assim se mantém na liderança das exportações por ter construído uma imagem sólida.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *