Para quê serve o berrante?

O berrante é um instrumento tradicional do universo sertanejo brasileiro e, muito mais do que um item característico, é uma peça com uma função importante no cotidiano de quem lida com boiadas. Entender para que serve esse instrumento e o seu peso cultural é fundamental para quem tem paixão pelo estilo e tradições country. Desvende os segredos desse curioso objeto.

Conhecendo melhor o berrante

Para quem não sabe o que é o berrante é interessante destacar a função para a qual ele foi desenvolvido: conduzir a boiada de um destino a outro mantendo a coesão entre os animais. Em termos práticos, pode ser definido como uma corneta fabricada com chifres de boi ou outros animais em que se faz um furo na ponta a partir do corte da mesma (o que se chama de bocal) e um orifício na sua região central para equilibrar o som e manter a afinação.

A criação dos berrantes

O instrumento, que também pode ser chamado de corno ou chifre, surgiu com os primeiros passos do tropeirismo em nosso país. Fazer o transporte de boiadas não era nada fácil num território de matas fechadas, e o uso desse instrumento permite emitir sons a longa distância, a até 3 km se houver silêncio.

Os primeiros modelos utilizados no Brasil eram feitos a partir de chifres de boi pedreiro, raça bastante popular no início do século 19. Atualmente, o berrante ainda é feito de chifres de animais, mas de outras raças. Com chifres de três bois é possível fazer dois berrantes, já que é necessário fazer o encaixe de pedaços de mais de um chifre. Para fixar os pedaços usa-se o pó do próprio chifre do boi.

Berrante – instrumento de grande valor cultural

O berrante é um dos símbolos da cultura sertaneja do nosso país. Para se ter uma ideia de sua grandiosidade, há um concurso obrigatório em todas as edições da Festa do Peão de Barretos, a maior do Brasil. Saber tocar o instrumento a plenos pulmões diferencia os peões, e hoje em dia muitas mulheres têm se dedicado à tarefa também. Há uma beleza especial no toque desse instrumento que ajuda a acompanhar as boiadas em todo o país.

Funções do berrante

Aprender a tocar berrante demanda alguma dedicação, já que existem diferentes funções para os sons produzidos pelo instrumento. Dependendo do quanto o som é agudo ou grave o peão ponteiro (o primeiro homem do grupo) passa uma mensagem diferente para os demais, que pode significar para aumentar ou reduzir o ritmo, assim como avisar de um perigo adiante.

Toque do Berrante “Solta”

Chamado de “toque de saída” ou “de solta” esse toque tem como função despertar a boiada. Tem um som contínuo e sereno. Ouça aqui.

Toque do Berrante “Estradão”

Esse toque é usado para aumentar o ritmo em que a boiada está caminhando. O gado é capaz de andar até 20 km por dia. É um som marcado, quase como uma marcha de soldado. Confira aqui.

Toque do Berrante “Queima do Alho”

O toque que faz a alegria do estômago dos peões que acompanham a boiada, pois indica que é hora da parada para o almoço. No esquema de condução de boiada é natural que o cozinheiro do grupo tome alguma distância para encontrar um lugar adequado para cozinhar, e assim que o ponteiro avista esse indivíduo avisa a todos que é hora de parar. Ouça esse toque aqui.

Toque do Berrante “Rebatedouro”

Se durante o trajeto o peão ponteiro se depara com algum tipo de perigo para a boiada, como uma ponte quebrada ou algum ponto em que há desvio na mata, ele deve emitir o toque rebatedouro que funciona como o som de um clarim. Entenda melhor esse toque clicando aqui.

Toque do Berrante “Floreio”

Esse é o toque que anuncia o fim da jornada do dia e não segue um padrão: pode ser feito de qualquer maneira, imitando vozes ou mesmo fazendo sons divertidos. É um jeito de fazer uma graça para o resto do grupo, e vale qualquer improviso. Confira um exemplo clicando aqui.

Como Tocar Berrante?

Tocar berrante é uma arte, pois exige o domínio do instrumento e conhecimento das suas características físicas para que o som seja corretamente propagado. Além disso, como explicamos acima existem diferentes tipos de toques, ou seja, não basta soprar o bocal para ter o resultado desejado. A seguir, você pode conferir um vídeo em que são apresentados alguns dos segredos para se tornar um bom tocador de berrante, mas já avisamos: você vai precisar praticar muito!

Gostou de conhecer mais sobre o berrante, esse poderoso instrumento da cultura sertaneja?