Dia da Cavalaria
Sem categoria

10 de Maio – Dia da Cavalaria – Saiba mais

O Dia da Cavalaria é comemorado na data de 10 de maio em homenagem ao dia de nascimento de Manuel Luís Osorio (Patrono da Arma de Cavalaria), ocorrido em 1808, um dos maiores representantes dessa forma de combate. A simbiose entre o homem e o cavalo no campo de batalha foi crucial para a obtenção de sucesso em diferentes pelejas travadas ao longo da história, continue lendo e saiba mais. 

Dia da Cavalaria: saiba tudo sobre essa data

Abaixo vamos contar um pouco mais sobre a história da cavalaria e como essa forma de combate passou a ter uma data de comemoração. 

O surgimento da cavalaria

Ao longo da história humana, foram sucessivos os embates bélicos entre grupos com pensamentos distintos. Em um certo momento, os homens da guerra perceberam que poderiam alcançar desfechos positivos mais rapidamente contando com a ajuda de cavalos para enfrentar seus inimigos. O nascimento da cavalaria se deu quando o ser humano aprendeu a domesticar os cavalos e entendeu o potencial desses animais no viés tático. 

A palavra cavalaria é originária do sânscrito AKVA, que significa algo como combater em vantagem de posição. Animais como cavalos, elefantes e camelos se tornaram forças potencialmente relevantes dentro do campo de batalha, como uma plataforma para movimentação e tração de equipamentos bélicos. Batalhas disputadas no antigo Egito, Suméria e Roma já contavam com a cavalaria. 

Regimento de Dragões Auxiliares: o nascimento da cavalaria no Brasil

No século 17, foi travada uma intensa batalha em Pernambuco contra os holandeses que desejavam se fixar no território. Após esse período tumultuado, foi criado o Regimento de Dragões Auxiliares, que é a base para o fortalecimento da cavalaria no Brasil. 

Décadas antes da Família Real Portuguesa se mudar para o território brasileiro, em 1808, foi criado o Regimento de Dragões no Rio de Janeiro para proteção e fiscalização do cumprimento das leis. Com o passar do tempo, ficou evidente que a cavalaria tinha participação decisiva em combates que mudaram os rumos da história, como a independência do Brasil e a queda da monarquia.

Osório: o legendário

Alguns homens da cavalaria marcaram seus nomes na história, como o Brigadeiro Andrade Neves, que era o líder da chamada Cavalaria Louca Varrida, e o Marechal José Pessoa, que comandou a Subunidade de Carros de Assalto durante a Primeira Guerra Mundial e idealizou a criação da Academia Militar das Agulhas Negras. 

No entanto, o maior destaque fica para Manuel Luís Osório, que ficou conhecido pela alcunha de “O Legendário”. Nascido em 1808, ele se alistou voluntariamente no Regimento da Cavalaria da Legião de São Paulo, com apenas 14 anos de idade. Debutou nos campos de batalha na Guerra da Independência do Brasil, combatendo a cavalaria portuguesa. 

Combates a frente da cavalaria 

Em 1825, Osório participou da Guerra da Cisplatina, ganhando destaque no combate empreendido no arroio de Sarandi. Passados dois anos, ele liderou o único esquadrão que manteve a formação durante a Batalha do Rosário. Esse foi um período bastante conturbado da história do Brasil. 

Participou da Guerra dos Farrapos desde seu início, em 1835, e, no momento de eclosão da Guerra da Tríplice Aliança, em 1864, era o militar mais reconhecido da Região Sul. Nesse embate ele liderou o 2° Regimento de Cavalaria, ainda sob a patente de Tenente-Coronel. Em todos os conflitos, o marechal se mostrou preparado para liderar e assumir a arma de cavalaria. 

Ministro da Guerra

Esteve presente na retomada de Uruguaiana em 1865 e comandou as tropas brasileiras no maior combate já travado na América do Sul durante a Batalha do Tuiuti. No ano de 1869, foi agraciado com o título de Marquês de Herval. Em 1878, tornou-se Ministro da Guerra e permaneceu no cargo até seu falecimento, em outubro de 1879. Com tantos feitos, é justo que o Dia da Cavalaria seja no dia do nascimento do marechal do exército Manuel Luís Osório, que é o Patrono da Arma de Cavalaria. 

A cavalaria nos dias atuais

A evolução tecnológica permitiu que a arma de cavalaria fosse aperfeiçoada, de maneira a se tornar mais potencialmente ofensiva ao inimigo. Uma estratégia de ataque e defesa terrestre é essencial para obter sucesso na empreitada militar. A cavalaria tem um papel relevante, também, no que diz respeito à proteção do território. 

A existência de possibilidades tecnológicas para resolver questões que antes pertenciam exclusivamente à competência da cavalaria, não desmerece o papel do cavalariano nos dias de hoje. Na verdade, existe forte diálogo entre a honra de fazer parte desse grupo seleto atualmente e a honra que existia em um período em que o país foi mais bélico em decorrência do momento histórico que atravessava.

Gostou de saber mais sobre o dia da cavalaria? Se quiser ficar por dentro de outras novidades do mundo country confira outros artigos do blog da Rodeo West!