Cavalos
Animais

Você sabia que existem mais de 26 espécies de cavalo no mundo?

Cavalos
Cavalos – Conheça algumas espécies

Embora não existam grandes variações físicas entre as diferentes espécies de cavalos, é importante notificar a existência de mais de 26 delas. Esses equinos possuem corpos com proporções bem equilibradas, pescoços alongados e bastante força. Por esses motivos e a possibilidade de domesticação, eles se tornaram grandes aliados do homem no campo. 

Conheça algumas das principais espécies de cavalos do mundo

A origem dos cavalos remonta a cerca de 60 milhões de anos e teria acontecido a partir de um animal primitivo, com cerca de 40 cm de altura. Os antepassados dos cavalos viviam no norte da América, mas foram extintos em torno do Pleistoceno, há cerca de 120 mil anos. A seguir, vamos explicar um pouco mais sobre a evolução dos cavalos ao longo da história da humanidade.

Difusão dos cavalos

Durante o período pré-histórico, os cavalos selvagens foram difundidos nos continentes europeu e asiático. O aumento das caçadas e início da domesticação desses equinos, fez com que as manadas selvagens fossem significativamente reduzidas. De acordo com uma pesquisa científica publicada na Revista Science, os cavalos selvagens foram extintos a centenas ou milhares de anos, sendo que o homem somente descobriu esse fato nesse século. 

Espécies mais famosas de cavalos

De maneira geral, esses animais têm boa distribuição de músculos pelo seu corpo, sendo bastante proporcionais. Seus pescoços são alongados, a cabeça triangular e suas orelhas móveis são pontudas, permitindo detectar sons a uma distância significativa. O homem descobriu em tempos remotos a capacidade de domesticação desses equinos, levando-os para ajudar em tarefas do campo. Abaixo vamos falar um pouco mais sobre as mais famosas espécies de cavalos existentes no planeta e o motivo pelo qual elas se destacam.

Cavalo Andaluz

A raça de cavalo de sela mais antiga do mundo, a Andaluz, tem esse nome por ser originária da região da Andaluzia, na Espanha. Presente na história desde o início da civilização, essa é uma espécie resultante do cruzamento de cavalos árabes, berberes e sorraia. Tem ossos e músculos bem desenvolvidos com ótima harmonia corporal.

Cavalo Árabe

É possível identificar presença de linhagem árabe em quase todas as espécies modernas de cavalos destinados à montaria. A raça que tem esse nome devido a sua origem na Península Arábica, foi bastante utilizado para o comércio e para as guerras, com destaque especial para a sua velocidade e sua forte estrutura óssea. Visando aperfeiçoar outros cavalos, o árabe foi utilizado para uma série de cruzamentos de raças. Essa raça de cavalo é bastante usada para esportes olímpicos, apresentando desenho superior. 

Cavalo Berbere

Originário da Berbéria ou Magrebe, no norte do continente africano, é um cavalo com uma constituição física um tanto diferente e que recebe uma série de elogios por sua força. É bastante associado aos povos berberes do Magrebe e não há um consenso sobre a sua origem, passou a ser bastante utilizado durante o período da conquista islâmica. Influenciou várias raças de cavalos modernas dedicadas a atividades esportivas, embora ele mesmo não seja um animal típico para esportes.

Cavalo Campolina

Essa é uma raça de cavalo com origem no Brasil, o fazendeiro Cassiano Campolina é tido como o seu criador. Em 1870, ele decidiu que precisava de cavalos mais altos, com mais força física e agilidade, após ter perdido uma disputa de cavalhada. Demorou até que a raça caísse nas graças dos apaixonados por equinos, no entanto, atualmente é conhecido como o grande cavalo marchador brasileiro e com boas habilidades para ajudar no dia a dia de fazenda

Cavalo Crioulo

Essa é, também, uma raça de cavalos brasileira cuja origem remonta aos primeiros anos pós-descobrimento. O aventureiro espanhol Álvar Núñez Cabeza de Vaca trouxe para o país cavalos berberes e andaluz, que acabaram se perdendo da sua comitiva, vivendo como equinos selvagens por muito tempo. Durante quatro séculos, esses animais acabaram dando origem a uma nova raça decorrente de um processo de seleção natural, de acordo com o clima dos pampas gaúchos.

Cavalo Mangalarga Marchador

Também conhecido como Mangalarga Mineiro, é uma raça de cavalo de origem brasileira que descende de cavalos lusitanos trazidos pela corte portuguesa e cruzados com cavalos que existiam no país.

Cavalo Puro Sangue Inglês 

Essa raça é originária da Inglaterra e ganhou fama por sua boa constituição física e grande velocidade. Trata-se de um dos cavalos mais usados em competições esportivas, como o turfe. Sua origem remonta aos séculos 17 e 18, quando éguas inglesas foram cruzadas com garanhões berberes e árabes. 

Cavalo Quarto de Milha

Reconhecido como um dos cavalos mais velozes do mundo, a raça Quarto de Milha é originária dos Estados Unidos, sendo resultante do cruzamento de cavalos levados ao continente por colonizadores ingleses e espanhóis com cavalos pertencentes aos índios. Atualmente, é uma raça bastante valorizada em competições de velocidade. 

Gostou de saber mais sobre as espécies de cavalo mais famosas? Para ficar por dentro de todas as novidades no mundo country, vale a pena conferir outros posts do blog da Rodeo West!

Imagem: https://www.shutterstock.com/