Conheça os tipos de sela para cavalos

Modelos de sela para cavalos
Tipos de sela para cavalos

A sela é o que separa o homem do animal, quando o assunto é montaria. Funciona da seguinte maneira: a estrutura vai amarrada no dorso do cavalo, onde se senta o condutor. No início dos tempos, o homem montava a pelo, mas também passou por panos e fibras vegetais. O couro foi a grande descoberta, no século 3 a.c, e surgiu da necessidade de oferecer conforto e segurança maior durante as guerras.  Hoje, é construído com muita técnica e foi aprimorado para diversas ocasiões. Embarque nas características desse item milenar junto com a gente!

Apesar de ser sinônimo de sofisticação, a sela também tem que ser confortável ao cavaleiro ou amazona. Antes de escolher um objeto de luxo, verifique as necessidades e características do cavalo, para não atrapalhar o desempenho do animal. Selecionamos aqui os principais tipos de sela adequadas para diferentes situações. Confira:

Sela Inglesa:

Também conhecida como sela hípica, é uma boa escolha aos adeptos a prática de saltos e atividades de corrida, e também dominante em esportes equestres. Produzidos em materiais de couro e sintético, a sela costuma ser leve e conta com armação rígida interna. É popularmente conhecida: você já deve ter visto esse modelo raso e sem o pito, nas ruas, junto a cavalaria da Polícia Militar.

Sela Western (americana):

Comum em cavalos Quarto de Milha e ideal para percursos longos, a sela americana foi pensada para ser usada em cavalos de fazenda de gado, nos Estados Unidos. Destaque para o pito (chifre) que auxilia na condução do laço.  É bastante utilizada para exibições, shows, rodeios e passeios. Tem espaço para os objetos que os vaqueiros costumam usar.

Sela Portuguesa:

Passeio, tourada e equitação: esta sela é utilizada em diversas modalidades e é confeccionada com couro suíno, além de tiras de metal (para dar mais elasticidade ao utensílio).

Sela Australiana:

Utilizada para trabalhar com o gado, a sela australiana conta com assento profundo e pesado. Por conter essas características, facilita a subida e descida dos morros.

Dicas aos iniciantes:

Está pensando em comprar uma sela? Nós damos algumas dicas básicas para você, que quer priorizar o seu conforto e o do cavalo. Na hora da compra, leve em consideração as palavras-chaves: equilíbrio do condutor, modalidade e tamanho.

Depois de conhecer os tipos de sela, veja algumas dicas que escolhemos para encontrar a sua sela ideal:

Personalizados

Os cavaleiros e amazonas, acostumados a frequentar romarias e desfiles, optam por modelos de selas mais incrementadas,  enquanto a sela para passeio pode ser mais leve e simples. Cada esporte exige uma sela especial. Já quem trabalha com o gado prefere selas reforçadas.

Tamanhos

As medidas da sela também são decisivas no desempenho do cavalo. Dependendo do tamanho podem causar machucados, além de provocar irritação. Atente-se nas características do animal, inclusive veja se a sela é grande ou pequena demais para ele.

Posicionamento

Lembre-se que a sela deve ser apoiada na musculatura lateral de ambos os lados do dorso do cavalo. A coluna vertebral tem que ser deixada livre de contato e pressão. Confortável ao cavaleiro, a sela tem que deixá-lo na posição parecida a de quem está parado em pé, com as pernas flexionadas. Lembre-se que há tamanhos de selas ideiais para diferentes estruturas físicas (altura, peso e quadril de cada pessoa). A média das selas de hipismo é de 17 polegadas para adultos com estatura mediana, enquanto a de 16 polegadas é indicada para crianças e jovens.

Características de uma boa sela

  • Suadouros apoiados, uniformemente na musculatura dorsal do cavalo;
  • Estribos fixados em uma posição que possibilita a boa colocação da perna do condutor;
  • Loros feitos de couro forte, sem emendas por costuras;
  • Couro resistente e estiramento excessivo ou desgaste precoce;
  • Ferragens confeccionadas em metal inoxidável;
  • Barrigueiras com acabamento que evita assadura do cavalo.

Para quem ainda não sabe do que é composta, conheça aqui algumas partes da sela:

Assento

Onde o cavaleiro se apóia no cavalo. É necessário que o assento tende à parte da frente, direcionada para a região dorsal, para o conforto do animal e do condutor.

Pito

Barra de ferro presa na armação.  A função é servir de base para as cordas e ponto de apoio dos cavaleiros.

Cabeça

Parte posterior do assento, onde é fixado o pito.

Suadouro

Item que tem contato direto com o animal e fica localizado na parte inferior da sela.

Loro

Tira (de diversos materiais) que prende o estribo à sela. É regulável.

Barrigueira

Alça que envolve o dorso do cavalo e fixa a sela sobre o animal. As barrigueiras traseiras também são chamadas de batedeiras.

Estribo

Onde o condutor apóia os pés. Os materiais mais comuns são a madeira e o metal.

Látego

Parte do suadouro que sustenta a barrigueira.

 

 

One thought on “Conheça os tipos de sela para cavalos

  • Boa noite, estou começando agora, a entrar neste mundo fantastico, entre o cavalo e a cavalgada,
    marinheiro de primeira viagem, portanto fico agradecido, pelas dicas imprescindiveis, que estou
    vendo aqui…, vou precisar muito ainda da ajuda de voces, de mais dicas e outras coisas mais ( rsrs)
    relacionado ao assunto montaria.
    Valeu, um grande abraço
    Gilberto

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *